Jovens atletas do espírito: Grupos jovens participam da Maratona da Divina Misericórdia

//Jovens atletas do espírito: Grupos jovens participam da Maratona da Divina Misericórdia

“Comungar com Cristo em reverência e alegria” (Bases Primordiais da Maratona da Divina Misericórdia)

Ano de 1931, uma jovem monja polonesa, aos 26 anos, teve a visão de Jesus Cristo, que lhe manda pintar uma imagem de acordo com a visão que ela tem Dele. Essa jovem chamava-se Faustina Kowalska e sua vida foi dedicada à vivência e à difusão da “Divina Misericórdia”.

Maratona da Divina Misericórdia

Ela procurou o pintor Eugênio Kazimirowski para pintar a imagem visualizada, e escreveu um diário, com o título “A Misericórdia Divina na minha alma”, no qual ela relata suas vivências espirituais. Em uma de suas visões, Cristo ensina Faustina a orar o Terço da Misericórdia.

O Terço da Misericórdia é a oração do exercício espiritual conhecido como “Maratona da Divina Misericórdia”, que consiste em orar 1.500 contas do Terço, durante os dias 5 e 6 de cada mês, em auxílio às almas e aos Reinos da Natureza. O grupo Juventude pela Paz de Belo Horizonte (MG) se reuniu no Núcleo-Luz Sagrado Céu no dia 5 de janeiro de 2019 para realizar essa intensa e profunda atividade.

Cristiano Ramiro, participante da Maratona, relatou: “Estarmos juntos numa proposta de orar para um bem comum, sem expectativas de resultados, de cantar e abrir o templo interior do coração para servir a Deus; é uma oportunidade que Cristo nos possibilita. Acredito que os jovens venham com uma alegria, um entusiasmo de querer viver coisas novas, positivas, evolutivas, enfim, de transcender a si mesmos”.

Macário, um dos “padres do deserto”, na época do cristianismo primitivo, dizia que “A tarefa principal do ‘atleta’ é entrar em seu coração”. “Atleta” significa “buscador espiritual” e, no contexto da Maratona, pode denotar um “desportista do espírito”, que exercita várias disciplinas, tais como: a fraternidade, a perseverança e a determinação.

Fabiana Magalhães, que veio do Rio de Janeiro para acompanhar a Maratona em Minas Gerais, falou que foi uma experiência muito especial: “Comove-me profundamente estar com jovens tão unidos ao propósito divino e, mesmo sendo de outra cidade, senti-me entre irmãos, fui muito bem acolhida”.

Maratona da Divina Misericórdia

O Grupo Juventude pela Paz de Buenos Aires, Argentina, também se encontrou no dia 5 de janeiro para fazer a Maratona da Divina Misericórdia. Laura Gimenez, jovem que participou pela primeira vez da jornada de oração da Maratona, revelou que “a experiência foi maravilhosa” e que “sentiu uma energia muito forte”. Sobre os impulsos internos sentidos durante o exercício espiritual, Laura refletiu: “Quando começamos a despertar a consciência, temos a vontade e a necessidade de ajudar e participar de tudo o que vai se apresentando, e que esteja ao nosso alcance”.

Cristiano percebeu que “todos estavam unidos internamente, abertos de coração para o trabalho orante” e Fabiana comentou que a Maratona lhe proporcionou um “impulso interno de se comprometer mais profundamente com as mudanças internas e externas e, assim, poder colaborar com maior integridade com o plano de redenção das almas, dos Reinos da Natureza e de toda a criação divina”.

 

Mais informações do grupo Juventude pela Paz BH no WhatsApp:

(31) 9 9140-2050 ou (31) 9 9384-9872

Maratona da Divina Misericórdia

2019-02-11T13:03:39+00:008, fev 2019|Oração do Coração|