Juventude Missionária pela Paz: Missão Colômbia Humanitária

//Juventude Missionária pela Paz: Missão Colômbia Humanitária

Missão Colômbia HumanitáriaLevavam apenas uma mochila nas costas com alguns pertences pessoais, e só. O verdadeiro missionário assim deve caminhar, com o coração disposto a doar sem limites, e nada carregando para si. Foi assim que seguiram jovens membros da Campanha da Juventude pela Paz para viver os desafios da missão Colômbia Humanitária.

Em Agosto de 2018, a Fraternidade – Federação Humanitária Internacional começou a implantar uma base de ajuda humanitária permanente na fronteira entre a Colômbia e a Venezuela. Buscando novas oportunidades para recomeçar a vida, um expressivo número de refugiados venezuelanos cruza a fronteira, tornando o nordeste colombiano o foco de uma crise migratória. A missão leva, por meio de ações simples, um pouco de amor às famílias refugiadas.

Desde o início da missão, cinco jovens – entre representantes do Chile, Argentina e Brasil – já integraram o grupo de missionários pioneiros. Os missionários cuidam das feridas nos pés dos venezuelanos que chegam à Colômbia caminhando, e também ofertam água e alimentos. Atuam também em instituições que atendem crianças de ambos os países, que recebem acolhimento e esperança através de atividades lúdicas.

“A sensação que me deixa depois de ajudar um irmão venezuelano é uma alegria imensa, é um antes e um depois. Chegam cansados e desmotivados, com a moral no piso, e depois, com tão pouco que recebem, uma cura nos pés, alimento, água, sapatos e abrigo, eles vão contentes, com um sorriso no rosto, e isso enche o coração de amor.” – relata José Luís, missionário integrante do grupo jovem de Buenos Aires, Argentina.

Bianca, de 18 anos, integrante do grupo jovem de São Carlos – Brasil, conta sobre a transformadora experiência de participar da missão:

Missão Colômbia Humanitária

“Uma das experiências, que me marcou, foi quando estávamos saindo para fazer trabalho no centro de migrações, tinha uma família inteira com crianças pequenas caminhando na estrada. Passou pela cabeça como deve ser caminhar sem perspectiva, sem saber aonde vai chegar e o que vai encontrar. Isso faz refletir sobre a vida; quando estamos de fora não percebemos, mas muitas vezes essas pessoas são ignoradas e o simples bom dia faz toda a diferença para elas, é algo bem forte. Uma experiência que realmente transforma, é muito bom levar esse amor a pessoas que necessitam. Sou muito grata por estar nessa missão.”

 

Confira neste vídeo o depoimento de Esteban, jovem missionário do Chile, e anime-se a viver essa experiência!

Para mais informações, acesse:

https://www.fraterinternacional.org/campanhas-ffhi/missao-colombia-humanitaria/

“Só o Amor pode curar a dor

2019-02-04T15:59:11+00:004, fev 2019|Servir juntos|