Em 15 de fevereiro de 2020, foi realizada a primeira jornada da Juventude Missionária na cidade de Campinas, trazendo a proposta de uma vivência de serviço humanitário como um exercício da doação de si em prol da necessidade do próximo.

Unindo jovens, que conheciam a proposta pela primeira vez, e um grupo de missionários mais experiente, a ação teve como foco a ONG Resgatando Valores, instituição filantrópica que trabalha com 71 crianças em situação de risco social na comunidade local.

Serviço em CampinasNa parte da manhã, o grupo realizou um mutirão em uma área próxima à ONG, onde meses atrás haviam plantado mudas nativas em uma área de encosta às margens do córrego local.  A área estava tomada pelo mato e as árvores sufocadas pelas gramíneas. Parte do grupo se dedicou ao manejo desse espaço, roçando o mato e resgatando as mudas. Na parte superior do terreno, as crianças participaram de uma ação com foco no lixo que é jogado na região, apoiando na limpeza do espaço e na coleta de materiais recicláveis.

Ao término da ação, o grupo retornou ao barracão da ONG, onde junto com as crianças tomaram um lanche e compartilharam um momento de oração e agradecimento. Parte dos voluntários permaneceu na sede o dia todo, apoiando na alimentação e na limpeza dos ambientes. Pelo fruto desse trabalho, todo o grupo de voluntários (cerca de 15 pessoas) também compartilhou o almoço vegetariano preparado no local.

Lanche vegano durante encontro missionário

Ao final, a ação se focou na área de entrada da instituição, onde no dia seguinte seria realizado um bazar mensal que arrecada fundos para pagar as contas de água e luz do espaço. Com a força da energia grupal, as doações foram organizadas, o piso lavado e o ambiente harmonizado como um todo.

Vinícius, jovem de 19 anos, que pela primeira vez conheceu o movimento, compartilhou que o trabalho o surpreendeu e foi algo que o marcou em sua trajetória. Já a voluntária Marina foi ao encontro com a família (esposo e dois filhos), e relata que a atividade acendeu uma semente em seu coração para continuar ajudando. Por fim, como surpresa e impulso para a continuidade desse trabalho, o grupo da organização retornou à ONG na segunda-feira (17/02) para levar uma doação. Chegando lá, encontrou a Karen, uma das jovens voluntárias do sábado, que também conheceu a Juventude Missionária pela primeira vez, e estava, dois dias depois, conversando com a responsável da instituição para iniciar ali um trabalho voluntário.

Assim, compreendemos que cada encontro, em sua simplicidade, move muitas coisas no coração dos participantes. As jornadas da Juventude Missionária realizam-se mensalmente em diferentes cidades do interior de São Paulo. São encontros gratuitos, abertos e ecumênicos. Fique atento à página da Fraternidade e da Campanha da Juventude pela Paz para saber mais sobre os próximos encontros.

Vivência Missionária Campinas